quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Sombras

É estranho admitir que nem sempre as pessoas que estão ali, do seu lado, estão com você.
Pode até ser que te acompanhem, te consolem em alguma dificuldade, acertem o seu prato preferido, tenham os mesmos gostos musicais, indiquem uma série ou um bom livro, mas e daí?
Isso significa que estão ali por mim, ou para o que eu posso fazer por elas?
A resposta é curta, mas de interpretação infinita.
Deixe de ser o que todos querem que você seja, aprenda a dizer NÃO e comece a estar do jeito que você se sente melhor, do jeito que te faça olhar para o espelho e saber quem está do outro lado, sem ter que fazer isso ou aquilo por obrigações contratuais, familiares, sociais, enfim, evolua!
Quem te aceitar do jeitinho que você é, sem comparar ao que já foi um dia, sem cobrar pelo que um dia você tanto ofereceu... Sim, estará ao seu lado mesmo quando você não merecer.
Agora, quem mal consegue ouvir o seu nome, sem mencionar as mudanças ocorridas, fuja desse tipo de gente, pois não precisamos de uma sombra como prêmio de consolo, para dizer que temos companhia.
Já que a mesma no escuro, nos abandona.