sexta-feira, 24 de julho de 2015

Ei Van!

Quem se descreve, se limita?
Eu discordo, quem se descreve é inteligente o suficiente para saber das suas qualidades e defeitos para corrigi-los, ou se não for possível, torcer para que alguém o ame apesar disso.
Eu tenho riso fácil, nunca entendo piada e de discreta eu não tenho nada, seja no esmalte vermelho ou no batom, da mesma cor.
Eu também gosto de rosa e sei admirar a natureza quando essa conversa com a gente, mas na maioria do tempo estamos muito ocupados com os ruídos do dia a dia.
Se eu gosto, vou até o fim, do contrário, longe de mim.
Eu tenho poucos amigos e sou grata por isso. Não gosto do muito e nem de exageros por perto. O que é demais transborda e nunca saberemos se o que foge é o importante.
Sou quieta, falante, observadora e sincera. Não me apareça com um vestido roxo de bolinhas verdes que eu não vou gostar. Eu não gosto de roxo.
Tenho a péssima mania de me colocar no lugar do outro mesmo sabendo que dois corpos no mesmo espaço é complicado.
Ah, eu complico. Tenho o dom de fazer um dilúvio numa tampinha de xarope. Eu amo chuva e frio.
Mas também sou descomplicada, prática e não me importo com pouca coisa não. 
Se me incomodo, eu deixo pra lá.
Ah e eu amo queijo e brigadeiro. E também sonho com o amor verdadeiro.
Sou uma boa pessoa, nunca desrespeitei a lei (que meus pais não leiam isso!), mas até os bons tem os seus segredos.
Sofremos. Choramos. Esperamos. Torcemos. Arrependemo-nos. Sendo assim, o que merecemos?
Eu nunca tive muita coisa e mesmo a assim fui invejada. Por muitos. Mas passou, eu não morri e deixei pra lá, lembram?
Muitos dizem que suas vidas dariam um bom filme, já eu prefiro uma boa música, com a minha bela voz dando vida a letra e o mais importante: eu seria a artista principal num clipe arrasador misturando Britney e Beyonce, uhul!
Eu gosto de música. Minha infância ao som de Xuxa e Sandy e Junior que o digam. Ah, e adolescência também.
Mas o tempo passa e a gente muda graças a Deus. Passei a ouvir mortos, mas não do além.
É só Cazuza, Legião, Tim, Cristiano, Queen e Elvis também.
Eu já estudei bastante e estudo até hoje. Se não for na escola, é na vida. Adoro estudar o comportamento humano, cuidado!
Eu leio muito também. Talvez por isso eu enxergue mais além. Eu uso óculos.
Eu sou brava, sou chata e até fico irritadinha. Mas a culpa nunca é minha. Vocês que me provocam.
Mas eu sei ser bem paciente com quem precisa. E fria também, mesmo que seja difícil acreditar com essa minha carinha angelical.
Namorei muito com poucos e no fim somente fotos restou. E eu as reciclei em forma de um lindo mosaico. 
Eu acredito que encontrarei a pessoa certa, mesmo escrevendo de forma incerta o que eu considero certo a respeito desse fato.
Sobre mim posso dizer que sou normal, assim como você.
Só não desperte o meu lado louco.

Ahhh, sobre esse, eu não tenho vontade nenhuma de escrever.