quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Devolva

O que fazer quando acordamos com vontade de chorar?
Por que eu não te odeio, mesmo com motivos pra isso?
Hoje não sou a mesma.
A parte boa, você levou.
E mesmo sabendo que não a usa, me faz falta.
Impossível devolver.
Não sei como reaprenderei a conviver.
Preciso continuar.
Ser o que restou de mim, já não dá.
Ninguém vai suportar.
Beijos, carinhos e abraços, não quero de ninguém.
Lembro apenas dos seus, que já não me convém.
Você em pensamento, me faz tremer.
O outro, presente, não me faz querer.
Começo a comparar o que hoje eu tenho.
E o que eu costumava ganhar.
Quem leva a melhor???
Eu que não sou.
Você se foi, e tirou de mim...
O que eu devia ser, com quem está aqui.