sábado, 17 de agosto de 2013

A voz

''Sentada olhando pro nada e pensando em tudo.
Sem saber pra onde ir e pra que chegar.
Sem motivos pra sorrir.
Sem ninguém pra amar.
Sem ouvidos pra ouvir.
Sem emprego... Pra que existir?
De repente, a brisa acaricia-lhe o rosto... Uma voz lhe diz: ''Espere e confie, sua hora vai chegar!''
Olha ao redor, e não vê ninguém, além dela e do seu pessimismo, que não tem voz.
''Estou enlouquecendo?''
Bebe uma taça de vinho pra tentar esquecer... Aquela voz que por um instante, fez o medo do futuro, desaparecer. ''