domingo, 24 de março de 2013

Oposto da igualdade



Somos os opostos,
eu sul, você norte.
Sou a vida,
você a morte.

Lágrimas eu choro,
você nem as alimenta.
Na pressão eu caio
você a tudo aguenta.

Por amor eu sofro,
esse pra você não existe.
Se me chama eu vou,
Se não chamo, nem insiste.

Sou anti-social,
e você nas amizades.
Não gosto de mentiras,
você é cheio de verdades.

Em nada combinamos
até mesmo no amar.
Porém, a vida dá um jeito
pra que possamos nos adaptar.