domingo, 1 de julho de 2012

Lágrimas secando


Ouvi meu amado dizer:
não se preocupe comigo.
Como reagir a isso,
parece um castigo.

Não posso sentir nem dizer,
caso não queira brigar.
E, ao mesmo tempo
lágrimas eu deixo rolar.

E você quando fala,
muito me entristece.
Palavras que doem, 
a gente jamais esquece.

Não quero um fim,
pois nem teve um começo.
Quero que volte ao normal
pois assim eu não me entristeço.