quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Chamado

Ouvi me chamar 
e ao avistar lá estava
ela sorrindo, feliz,
como se adivinhasse meu pensamento
me disse: vem comigo!
É o que eu sempre quis.
Fiquei com medo,
um pouco arredia...
Mais olhando pra ela,
era o que queria.
Olhei para os lados, para frente
e o desejo dominava minha mente
e ela, a me observar...
Estava a um passo de me aproximar,
quanto mais eu pensava,
mais eu queria,
só não sabia se eu merecia.
Pensei em tudo que vivi
nas pessoas que conheci,
mais do que adiantava,
se eu não queria existir...
Por isso ao pedido dela eu me rendi,
numa noite fria e chuvosa,
que eu me perdi...
E nos braços dela, eu adormeci,
pra nunca mais acordar,
pra nunca mais viver...
Hoje sou apenas uma lembrança
na mente dos que ficaram...
Ainda sim, um dia eu sei
que todos pra perto de mim eu trarei!