sábado, 6 de agosto de 2011

Frio



Eu acordo sozinha
sem ninguém ao meu lado.
Na solidão do inverno
sinto falta de ser amado.

Meu corpo fica frio
sem ninguém pra esquentar.
A solidão aumenta
em alguém queria me aconchegar.

O vento sopra leve,
sinto a brisa me tocar.
De que adianta o cobertor,
sozinha nele irei ficar.

A chuva se apresenta
tornando a tarde mais fria.
Quem dera eu sentir
o calor de quem eu gostaria.